Saturday Night Live

No dia 27 de maio, foi ao ar o novo programa comandado pelo humorista Rafinha Bastos, trazendo a versão brasileira de Saturday Night Live (SNL).

O maior e mais premiado comedy show do mundo, o Saturday Night Live ganha, em 2012, sua versão brasileira na tela da RedeTV!. No ar desde 1975, o programa foi vencedor do Emmy Award por 32 duas vezes – foi indicado 142 vezes -, sendo o programa com mais indicações na história da televisão.

 

O SNL revelou alguns dos maiores talentos do humor mundial, como James Belushi, Will Ferrell, Tracy Morgan, Eddy Murphy, Jon Lovitz, Adam Sandler e Ben Stiller.

Comandada por Rafinha Bastos, a versão brasileira do Saturday Night Live traz esquetes e atrações musicais nos moldes do programa original, mas com humor 100 % nacional, feito por um elenco de grandes comediantes e novos talentos, um humor que fazia um pouco de tempo que não é visto em um canal “aberto”, diferente de outros programas, não é preciso expor corpo de mulheres para ganhar audiência, no entanto, os resultados preliminares do Ibope não foram dos mais satisfatórios, 0,8 de media de audiência, como as pessoas gostam de ver gente pelada na . Eu fui um dos que assistiram ao programa, sinceramente, eu gostei muito e recomendo a qualquer um que gosta de humor de verdade.

Contrariando o nome o programa será transmitido ao domingo para fugir da concorrência do “Zorra Total”, que ele nunca vê, “mas meus cachorros gostam”.

O SNL vai ao ar aos domingos, às 20h30.

Um pouco de informação

Foda: A Palavra Mais Popular do Brasil

A palavra “Foda” se tornou a mais usada na nossa língua, e só pela sua entonação já se pode descrever muitas sensações, desde dor, prazer, ódio e amor. Não há nenhuma palavra com tamanha versatilidade como foda.

Na ignorância:
— Foda-se se eu não sei.

No problema:
— Acho que agora tô fodido!

Na fraude:
— Me foderam na loja de carros usados.

Na agressão:
— Vai se foder!

Na dificuldade:
— Tá foda entender essa matéria.

Na pobreza:
— Ele é um fodido!

No prazer:
— Essa noite foi muito foda!

No pedido:
— Vá foder longe daqui.

Na hostilidade:
— Vou foder a tua cara.

Na apatia:
— Quem quer foder.

No elogio:
— Você é muito foda!

Na surpresa:
— Que susto fodido você me deu.